Câncer Colorretal: Como tratá-lo?

            O câncer colorretal é chamado por alguns de câncer de intestino porque costuma aparecer primeiramente no intestino grosso. Dependendo de como ele é iniciado, pode ser chamado de câncer retal ou de câncer de cólon.

            Esta doença é constituída de um ou mais pólipos (crescimento anormal de tecido na membrana mucosa) nas paredes do reto ou cólon.

            Os tumores podem se espalhar através do vaso sanguíneo e atingir outros órgãos (ação denominada metástase).

 

Quais são os sintomas do câncer de colorretal?

            Normalmente quando a doença se inicia os sintomas são mínimos ou nulos, o que faz com que este tipo de câncer seja um dos mais perigosos.

            Entre os sintomas principais observados, temos:

  • Emagrecimento abrupto;
  • Diarreia e constipação digestiva;
  • Fezes com sangue ou muco;
  • Perda de apetite.

 

Quais são os fatores de risco?

            Certos fatores podem colaborar para o desenvolvimento da doença, veja alguns exemplos:

  • Hereditariedade;
  • Idade avançada;
  • Dieta alimentar com poucas fibras e muita gordura;
  • Sexo masculino;
  • Consumo excessivo de substâncias pesadas, como álcool e tabaco;
  • Excesso de peso e sedentarismo.

 

Quais são os tratamentos?

            O tratamento correto depende de diversas avaliações e exames para saber qual é o tamanho, em qual estágio está e onde exatamente está localizado o tumor. No entanto, existem quatro tratamentos principais:

 

1 – Cirurgia

            É o tipo mais comum de tratamento. Basicamente os tumores são retirados e quaisquer resíduos são removidos do local afetado. Dessa forma, evita-se a propagação da doença.

            Normalmente o intestino é suturado em conjunto. Entretanto, em alguns casos, o reto é retirado por completo e um saco de colostomia é colocado na área externa do abdômen para coletar as fezes como uma medida temporária (se houver complicações, pode ser definitiva).

            Caso a operação não consiga remover o câncer totalmente, ao menos tratará os sintomas.

 

2 – Quimioterapia

            A quimioterapia funciona através de substâncias químicas utilizadas para eliminar as células cancerígenas. Costuma ser feita antes da cirurgia para reduzir o tamanho dos tumores.

            Um estudo observou que pacientes com casos na família de câncer no cólon e que fazem a quimioterapia têm boas chances de recuperação e riscos menores de recorrência do tumor.

 

3 – Ablação

            Esse procedimento procura eliminar o tumor sem retirá-lo. A substância eliminadora é colocada através de uma sonda ou agulha que é controlada por aparelhos tecnológicos computadorizados.

 

4 – Radioterapia

            Esta terapia por radiação utiliza feixes radioativos de alta energia para remover as células cancerígenas, prevenindo a metástase. Normalmente esta técnica é utilizada para tratar o câncer de reto.

            Tanto este tipo quanto a quimioterapia podem ser realizados depois do procedimento cirúrgico para evitar ainda mais as chances de recorrência.

 

Como prevenir o câncer de colorretal?

            Apesar de não garantir cem por cento de que você não terá a doença, é sempre bom atentar-se aos itens abaixo para conseguir uma vida mais saudável e longa.

  • Não fumar ou beber em excesso;
  • Evitar consumir carne processada;
  • Ingerir mais frutas, fibras, legumes e grãos;
  • Fazer atividades físicas;
  • Comer carne vermelha apenas três vezes por semana.

 

CMI – Clínica Médica Integrada – conta com médicos especializados em Gastroenterologia, entre em contato e agende uma consulta.

Unidade Diadema:
Telefone: 011 2375-1217
Whatsapp: 011 94729-1127

Unidade Ipiranga:
Telefone: 011 2628-0612
Whatsapp: 011 94729-1127