Como funciona o pós-operatório de fechamento da colostomia

Quando uma pessoa faz alguma cirurgia de intestino, em algumas situações, é preciso desviar o trânsito dessa região. Ou seja, as fezes e os gases, ao invés de sair pelo ânus, vão sair em algum lugar da barriga, indo para a famosa bolsinha plástica colada na pele – que muita gente têm dito por aí.

É a mesma coisa numa estrada em obras. Você desvia o caminho e acha outra opção. Até porque se for por ali vai acabar quebrando o seu carro ou atrapalhando o trabalho dos outros.

Neste caso, quando o paciente está com algum problema no intestino ou no reto que impeçam a evacuação, a cirurgia é recomendada. São várias situações: Tem colostomia definitiva, que acontece quando não há como reverter a situação. Tem também a temporária, onde há alguma região esperando para ser cicatrizada e, quando resolvido, a bolsa é retirada e é feita uma nova cirurgia para o intestino retornar à posição normal. Dessa maneira a evacuação volta a ser pelo ânus. Ufa!

O pós-operatório

Depois de feita essa emenda do intestino, é preciso um acompanhamento médico. Em alguns casos, há um risco dela não cicatrizar bem, podendo haver um vazamento de fezes para dentro da barriga, precisando operar urgentemente.

O médico vai precisar fazer uma análise de como vai nutrir o paciente, se vai comer normalmente os alimentos recomendados ou nutrição parenteral (pela veia), até que a região cicatrize. A maior taxa de risco é do 6º ao 30º dia.

Claro, não é necessário ficar internado todos esses dias, mas é preciso estar em contato com o médico frequentemente e imediatamente se estiver sentindo dores abdominais piorando, febre, desidratação, vômitos e qualquer sintoma estranho.

A cirurgia é de médio porte, a pessoa fica internada em período curto e precisa de um acompanhamento com bastante atenção médica.  

A CMI – Clínica Médica Integrada – conta com profissionais especializados em diversos áreas da cirurgia. Entre em contato e agende uma consulta.

Unidade Diadema:
Telefone: 011 2375-1217
Whatsapp: 011 94729-1127

Unidade Ipiranga:
Telefone: 011 2628-0612
Whatsapp: 011 94729-1127